Home » Noticia » ParáPaz proporciona atividades de esporte e lazer em abrigos durante isolamento
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

ParáPaz proporciona atividades de esporte e lazer em abrigos durante isolamento

Tuesday, 23 March, 2021

Educadores físicos da Fundação estiveram nas Escolas Estaduais Dom Pedro II e Jarbas Passarinho

23/03/2021 10h07 - Atualizada hoje 10h57
Por Nathalia Mota (PARAPAZ)
 

Após o Estado ter retomado os abrigos emergenciais para acolher pessoas em situação de rua e conter o risco de contaminação da Covid-19, a Fundação ParáPaz assumiu um papel importante para a integração dos novos abrigados: proporcionar momentos de recreação com atividades de lazer.

Na manhã de segunda-feira (22), educadores físicos lotados na Fundação foram até as Escolas Estaduais Dom Pedro II e Jarbas Passarinho para dar início às atividades esportivas que, agora, farão parte da rotina dessas pessoas.

“Os professores farão escala entre os dois locais, e os exercícios serão realizados de segunda a sexta-feira em dois horários, de 9h às 11h e de 14h às 16h, justamente pra ocupar esse tempo ocioso, proporcionando atividades diferenciadas para cada abrigo, como por exemplo, na Dom Pedro, que terá um professor de Artes, já que tem uma criança acompanhado do pai”, explicou Liani Oliveira, diretora de Políticas Sociais da Fundação ParáPaz.

Os abrigos são coordenados pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e, desde o ano passado, os professores fazem esse trabalho durante o período de isolamento social, o que oportuniza homens, mulheres e crianças a cuidarem da saúde de um jeito alegre e dinâmico.

O jovem L.G.C.O. ficou super contente com a nova atividade, já que fora dali ele costuma ganhar seu próprio dinheiro, aventurando-se nos malabares, corda bamba e pernas de pau pelas ruas de Belém. “Gosto muito de esporte, gosto de me mexer, só não gosto de ficar parado. Antes de morar na rua, eu fazia natação e sinto muita falta de voltar a nadar. Tô ansioso pra ter o que fazer agora, jogar uma bola e ocupar a cabeça pra não pensar besteiras”, afirmou.

Segundo os professores, o grande desafio no momento, principalmente nesta fase é adaptar os esportes coletivos em meio ao lockdown, já que o número de jogadores está limitado a até quatro pessoas.

“Hoje foi mais uma apresentação do que vamos fazer durante esse período de pandemia e já percebemos que eles sentem muito a falta do futebol, pedem muito a bola pra jogar e vamos precisar usar a criatividade pra atender o desejo deles, mantendo as medidas de segurança e algumas restrições. Será obrigatório o uso da máscara durante as aulas e do álcool 70%“, ressaltou o educador André Cardoso.